domingo, abril 10, 2005

Loja da Treta

Começa mais um dia. Tudo normal, salvo o fato que o companheiro no Japão tava meio mal. Algo como uma febre com alguma baitolice que eu não entendi direito, mas como eu preciso dele pra falar japonês tive que dar um help. Hehehe, brincadeiras à parte, o coleguinha não tava muito bem não, cheguei a ficar preocupado até, talvez tenha sido o stress da viagem mais o clima frio mais sei lá e a saúde arriou as pernas. Bom, doente ou saudável tínhamos que ir no colégio (sim, domingo ir no colégio...).
1 hora de trem e chegamos na área. Estação certa, saída errada. Não "errada", mas um pouco mais longe que a saída que estava indicada no nosso mapa. Demos uma andada básica, encontramos o Damien (de Côte d'Ivoire) e aproveitamos pra treinar o francês tosco que haviamos aprendido há um bom tempo. No colégio recebemos algumas indicações, fizemos o protocolo para abrir nossa conta no correio, nos informaram que no dia seguinte teríamos uma prova para ver o nosso nível. O processo acabou antes do meio dia, aproveitamos para conhecer os restaurantes da área. Acabamos indo no Sukiya, um lugar bom pra comer, rango até barato. Gastamos um tempo lá, fizemos um social com os outros intercambistas, que nos informaram que a previsão do tempo para o dia era de chuva. Como não tínhamos guarda-chuva, logo ao sair do Sukiya demos de frente com uma loja de artigos usados e/ou perdidos no metrô.
Para quem se perguntava, os guarda-chuvas perdidos vão parar em lojas deste tipo. Cara, tinham MUITOS guarda-chuvas lá, deu pra escolher o que mais se adequava às necessidades. E estavam a 200 yen apenas*! Claro que rolou de entrar na loja, e ao entrar que rolou o choque: algumas câmeras digitais, dicionários eletrônicos, cds, roupas, canetas, isqueiros, uma mp40 da segunda guerra mundial, bolas de golfe... Calmaê, sim, uma MP40! Para quem não entende, uma das armas padrões do exército nazista alemão. Como ela foi parar no Japão, e como foi esquecida num metrô, não sei. Mas tinham algumas inscrições em alemão na bandoleira, a arma parecia funcionar ainda apesar de um pouco enferrujada. O carregador saía e voltava, o gatilho funcionava e a alça de manejo (aquela coisa que geral puxa em filme que faz o "cleck-cleck" antes de atirar) também funcionava. Perguntei o preço só por curiosidade: 1000yen. SÓ? Sim, só. Quase que eu comprei, o problema é que armas de fogo são extremamente proibidas por aqui.
Saímos da loja. Mas a MP40 não saía da minha cabeça. Eu PRECISAVA ir à uma delegacia e perguntar sobre isso, mas só depois, que o meu tradutor tava mal das pernas e tínhamos que fazer o nosso passe de trem, conhecido como "teiki" por aqui. A princípio era para ser fácil, fomos com uns senpais de outros países, mas a primeira estação que fomos o lugar de fazer o ticket tava fechado. Ok, acabamos parando em Umeda (uma estação bem grande de Osaka). Gastamos um tempinho na fila mas conseguimos fazer o lance. O coleguinha ainda tava mal, resolvemos voltar logo pra casa.
Descemos em Minami-Senri, aproveitamos para passar no Oasis (mercado do lado da estação), compramos alguma coisa pra comer e voltamos. Aproveitei a sobra de tempo pra desfazer a guerra que estava o meu quarto, começar a dar uma arrumada é bom de vez em quando. Banhoso básico, comer e capotar.

*Conversão iene->dólar: a taxa de câmbio é de aproximadamente 1USD=105JPN faz um bom tempo, mas para vocês entenderem melhor o preço que dá, é só pegar o valor em ienes e tirar as duas últimas casas (ou dividir por 100, como preferir). Ou seja, os guarda-chuvas estavam por volta de 2 dólares. Ah, esta conversão equivale mais ou menos ao poder de compra também. E é semelhante ao poder de compra do Real, isto é, o que dá pra comprar com um real no Brasil é mais ou menos o que dá pra comprar com 100 ienes no Japão. Se quiserem fazer o índice McDonnalds: uma promoção do Big Mac com refri médio e batata média sai a 500 ienes. Se quiserem fazer o índice Coca-Cola: uma coca 600ml sai a 150 ienes mais ou menos.

5 comentários:

Claus disse...

Puts... uma MP40!!!

por 1000 ienes!!!!!

E voce perguntou aos polica ou nao se voce podia levar a belezinha pra casa?

Bel =] disse...

Aff esse povo soh pensa em arma.. meu deus q horror =P Diga nao a armas hauhauahuahuaha tah tah parei heuehuehe
Mas as coisas parecem realmente baratas por aih.. d qto eh a bolsa q vcs recebem?
=***

Sandra Kemper disse...

Paulinho, tô adoraaaaaaaaaaando!

Vc deveria colocar novas informações de 12 em 12 horas, tipo capítulo de novela. Fico curiosa para saber a continuação.

Cada vez que leio parece que consigo ouvir tua voz. E a distância quase desaparece.

Um grande beijo

alê disse...

eu e Bruno estamos de cara com a MP40 a esse preço!!! =O

e hj fizemos a inscrição pro curso de mergulho, vai ser nesse fim de semana \o/ tamo soltos na buraquêra =D eheheh

senti uma falta enorme de vc hj, deu a pala e vc ia ser a pessoa ideal pra trocar uma idéia =) mas agora já tá td bem, tô aprendendo a me virar sem vc ;-)

keep writing baby! Sayonara!

(véi teve uma menina chamada Sayonara que passou no vestibular o.O eheheheh)

beijos!

PKF! disse...

perguntei... mas liberaram não
"armas de fogo são estritamente proibidas no Japão, mesmo que sejam peças antigas". em compensação, réplicas tão dentro! a tia da polícia até me deu o endereço de uma loja de armas!